Saúde

Um dos fatores que influenciam bastante para o sucesso da luta contra o câncer é o suporte, o carinho, a humanização, só assim a pessoa ganha forças para não desistir.

Pensando nisso a Graacc em parceria com o Cartoon Network (CN) resolveram proporcionar uma emoção especial para algumas crianças que estão nessa luta, no caso, os dubladores de alguns dos mais famosos personagens do CN bateram um papo ao telefone com as crianças como se fossem realmente os personagens.

A ação chamada de “Cartoon Helpline” é obra da agência Ogilvy, a produtora foi a Rebolucion e o cliente foi a própria Graacc.

Parabéns aos envolvido. Ganhei meu dia.

Esse é Bailey Matthews, um garotinho de 8 anos que nasceu prematuro e acabou desenvolvendo uma paralisia cerebral (PC) que limita parte de seus movimentos. Quem é pai de uma criança com PC sabe o tamanho da dificuldade que elas possuem para fazer coisas que seriam extremamente bobas, como conseguir se alimentar sozinho, essa limitação as vezes acaba afastando a criança de certas atividades, porque a criança ou seus pais não querem se frustrar por não conseguir concluir determinado objetivo.

Pois bem, essa é mais uma daquelas histórias para você parar de reclamar, correr pra cima e escolher ser feliz. Mesmo com sua condição trabalhando contra, Bailey não apenas se inscreveu em uma prova de triátlon onde teria que nadar 100 metros, pedalar 4 km e correr outros 1,3 km. Ele se inscreveu, COMPLETOU a prova e nos últimos 100 metros da corrida (última prova do triátlon) Bailey largou o equipamento que lhe auxiliava na corrida (um andador) e saiu correndo em direção a linha de chegada, mesmo caindo duas vezes, ele levantou e cruzou a linha de chegada sendo ovacionado pelos presentes.

O pai, Jonathan Matthews, costumava participar de provas de triátlon e sempre levava Bailey para acompanhar, dai vem toda inspiração do garotinho.

Josiah Benjamin não esperou chegar no hospital

Essa é Lesia Pettijohn, mãe de duas meninas e a caminho do hospital para ter seu terceiro filho. Ela ainda não sabia se estava esperando uma garotinha ou um garotão, seria surpresa e tudo seria registrado pelo pai. O que eles não contavam era que a câmera precisaria ser ligada ainda no caminho do hospital. Eles estavam há aproximadamente 10 minutos do hospital quando perceberam que talvez não desse tempo de chegar. E realmente não deu, o pequeno Josias Benjamin Pettijohn nasceu dentro do carro enquanto o pai dirigia.

O vídeo é tão emocionante que dá quase para sentir o mix de aflição, felicidade, medo e surpresa que a mãe sentiu ao pegar pegar seu bebezinho nas mão e descobrir que era um garoto.

Fique tranquilo, não aparece partes íntimas, sangue ou qualquer cena que possa ser considerada mais chocante. Esse é um vídeo para você ganhar seu dia.