Comercial não aprovado do Burger King

Comercial do burger king que não foi aprovado para ser veiculado na televisão e que vazou para a internet.

Telespectador falando sacanagem ao vivo (+16)

Como falei no terceiro vídeo de hoje, existem mentes que trabalham somente para “molecagem”

A apresentadora atende um telespectador em um programa jornalístico ao vivo (como o SBT está fazendo) e o telespectador surpreende a apresentadora com uma declaração um pouco imprópria! 🙂

O vídeo já é um pouco antigo, acredito que muitos já tenham visto, mas como eu não tinha visto ainda, tá valendo a postagem! Confira!


Contribuição: Bruno Sales

Onde estão as moedinhas?

Eu sou um dos que atravancam esse meio circulante! Depois que assisti o vídeo desse cofrinho (ao final da página) resolvi escrever um pouco sobre moedas, o que me fez lembrar de pesar o Colossal Xpock PigBank, que não vou quebrá-lo agora porque o mesmo é de propriedade do meu filho, mas quando for, prometo filmar e publicar o vídeo por aqui! 🙂

Segundo reza a lenda, a história dos cofrinhos em forma de porcos, se dá porque antigamente as pessoas costumavam criar porcos em casa, porcos estes que eram criados a base de restos de comidas, ou seja, iam crescendo, engordando lentamente e praticamente sem custo! Quando estavam crescidos, esses porcos eram consumidos, usados como instrumentos de troca ou simplesmente vendidos! Nessa época, as pessoas possuíam hábitos de guardar seus pertences e riquezas em potes de cerâmicas, foi então que surgiram os primeiros cofrinhos em forma de porcos para guardar dinheiro!

Pois bem, história dos porquinhos explicada!

Existem atualmente, 12 bilhões de moedas no mercado, estima-se (segundo Banco Central) que metade dessas moedas estão perdidas em fundos de gavetas ou armazenadas nos benditos cofrinhos! A título de curiosidade, essas 12 bilhões de moedas somam R$ 1.000.000.000,00 (hum bilhão de reais).

Essas moedas que estão paradas nos cofrinhos ou perdidas nas gavetas representam dois problemas graves para nós, o primeiro pela falta de moedas no mercado (meio circulante) e outra pesa diretamente nos nossos bolsos, que é o custo de confecção de novas moedas para suprir a carência do mercado, para se ter uma idéia, para se fazer uma moeda de R$ 0,01 gastam-se R$ 0.09, já para uma moeda de R$ 1,00 gastam-se R$ 0,26! Dinheiro custa dinheiro e quem paga por isso somos nós!

Abaixo você poderá assistir a apresentação da pesagem oficial do Xpock PigBank. Tive um pouco de dificuldade de preparar o vídeo, mas tá valendo, ainda sou muito novo! Eu aprendo!

[ev type=”flashvideo” width=”425″ height=”350″ data=”http://media.xpock.com/20080422_moeda_xpock.flv”][/ev]

Agora o vídeo que me inspirou a escrever tudo isso e a fazer o toscovideo acima, foi esse abaixo!

Fontes: Quero ficar rico e O Globo

Quando a propaganda não sai como o esperado [02 vídeos]

Sem comentários, sem comentários!!! 🙂

Cinema: Trailers dos lançamentos desse fim de semana.

Por: Cinema Com Rapadura

Em uma semana com nada menos que seis estréias, de diferentes gêneros, o Cinema com Rapadura traz mais detalhes sobre cada uma dessas produções para você. Abaixo, você encontra comédia, romance, suspense e drama; além de fichar completas, claro!

SUPER-HERÓI: O FILME
Escrito e dirigido por Craig Mazin (responsável pela franquia “Todo Mundo em Pânico”), a película é sátira de alguns trabalhos cinematográficos, sendo seu principal alvo a trilogia “Homem-Aranha”. O fracassado estudante Rick Riker (interpretado por Drake Bell, da série de TV “Drake & Josh”) adquire habilidades super-humanas como uma incrível força e uma pele encouraçada, após ser picado por uma libélula geneticamente alterada. Rick então decide usar seus novos poderes para o bem e se torna o vigilante mascarado conhecido como “O Libélula”. O herói terá de encarar o vilão Lou Landers (Christopher McDonald, de “Réquiem Para um Sonho”), que, após um experimento infeliz, acaba ganhando o poder de roubar a força vital das pessoas. Dê uma olhada nas fotos da produção clicando aqui.

QUEBRANDO A BANCA
Baseado em fatos reais, o filme traz a história de Ben Campbell (Jim Sturgess), um estudante de um conceituado Instituto de Tecnologia que precisa de 300 mil dólares para pagar seus estudos. Para sair desta situação, Ben se junta a um clube de Black Jack, liderado por Spacey, que ensina aos garotos prodígios a se especializarem na contagem de cartas no jogo. Com as novas habilidades adquiridas, o grupo vai para Las Vegas na esperança de pôr a cidade abaixo, mas nem sempre as coisas acontecem com o esperado. Laurence Fishburne (“Matrix”), Kate Bosworth (“Superman – O Retorno”) e Masi Oaka (da série de TV “Heroes”) encabeçam o elenco. Você pode conferir o trailer clicando aqui.

OS REIS DA RUA
No drama policial, o astro Keanu Reeves (“A Casa do Lago”) interpreta Tom Ludlow, um policial veterano de Los Angeles que tem problemas em levar a vida depois da morte de sua esposa. Seu sofrimento é agravado quando ele é acusado de envolvimento no assassinato de um colega da polícia. Para sobreviver e provar sua inocência, Ludlow terá que ir contra a todos os princípios que o nortearam na carreira de homem da lei. Dirigido por David Ayer, responsável por sucessos como “Dia de Treinamento” e “S.W.A.T. – Comando Especial”, o longa traz ainda Hugh Laurie (o Dr. House da série “House”), Chris Evans (“Celular – Um Grito de Socorro”), Naomie Harris (“Miami Vice”), Jay Mohr (“Jerry Maguire – A Grande Virada”) e John Corbett (“Casamento Grego”) no elenco. Confira a ficha completa do longa clicando aqui.

UMA CHAMADA PERDIDA
O terror “Uma Chamada Perdida” conta a história de Beth Raymond (Shannyn Sossamon, de “Regras da Atração”), uma mulher traumatizada após testemunhar a morte de dois amigos. Os jovens, dias antes de morrerem, haviam recebido estranhas ligações cujas gravações de chamadas perdidas revelavam um sinistro conteúdo: suas próprias vozes aterrorizadas bem no momento da vindoura morte. Uma complicada trama se realiza e Beth recebe a ajuda do detetive Jack Andrews (Edward Burns, de “O Amor Não Tira Férias”) para desvendar este tenebroso mistério. Quando ambos estão próximos de alcançar a verdade, o celular da jovem começa a trocar com uma estranha melodia. No visor, aparece “uma chamada perdida”, cuja mensagem de voz é da própria estudante a avisando de futuro seu assassinato. Saiba mais sobre essa trama sobrenatural clicando aqui.

APENAS UMA VEZ
Um encontro inusitado entre dois músicos faz nascer uma marcante história de amor. Ele é um talentoso músico, que ganha a vida com seu violão nas ruas de Dublin e ajuda o pai em uma loja de aspiradores de pó. Ela é tcheca que anda pelas mesmas ruas, vendendo rosas para sustentar sua família e tem como hobby o piano. Escrito e dirigido por John Carney, o longa-metragem saiu da cerimônia do Oscar deste ano carregando a estatueta de Melhor Canção. Para saber mais sobre essa história, clique aqui.

Alguns truques de como abrir sua garrafinha de cerveja!

Legal os truques, gostei do lance de abrir com um CD, mas nenhum dos truques (do vídeo abaixo) foi melhor do que o dessa menina!

*****

Nota do Webmaster:
Eu ainda vou fazer um vídeo desses! 🙂

Xinga, Alicate!

Por: Frederico Fagundes

Isso me faz lembrar algo que aconteceu com o Alicate, grande zagueiro daquele nosso time do Canachuê em 2000/2001. Mas antes, preciso contar quem era Alicate.

Alicate tinha as pernas tortas, tortinhas de dar dó. Mas era zagueiro. Sempre preferiu o Rivarolla, achava o Gamarra muito metrosexual. Alicate não sorria. Ganhamos muitos jogos graças a aquele abençoado cotovelo.

Pois bem, em meados de 2001, quando comemorávamos num bar mais uma vitória sobre os frescos do Santa Rosa, uma jovem, baixa e de seios grandes deu bola para o nosso amigo. Volta e meia ela olhava, sorria, olhava de novo, bebia e, no final, sempre sorria. Alicate viu, eu vi, todos viram que aquela era a noite do zagueiro.

Alicate nunca se deu bem com as mulheres. Normalmente era o Buricá, nosso meia esquerda, que tinha as melhores chances. No campo nos colocava na cara do gol, fora dele matinha um excelente aproveitamento dentro da área. Naquela noite, até ele se surpreendeu com a sorte do Alicate.

O zagueiro não quis perder a chance. Pensou como um matador e foi em direção a moça. Não houve tempo para cantadas, drinks ou coisas do tipo. A pegou pelo braço e disse: “hoje tu és minha”.

Bastou poucos minutos para os dois saírem em direção a um motel. No bar, festejávamos a vitória do time. No carro, Alicate via que a festa estava apenas começando. No quarto do motel, ela se fez.

A menina, jovem, baixa e de seios grandes, tal como uma onça com dor de dentes, atacou Alicate. Ele, meio assustado, não se fez de lateral direito (laterais direitos são péssimo com mulheres) e foi entrando no ritmo. Rapidamente já se via despido na cama com a nefasta jovem, baixa e peituda.

Enquanto os dois já copulavam, a jovem, baixa e peituda surpreendeu seu amante. Num breve momento de insanidade sexual, disse: “Me xinga!”.

E disse de novo, silabicamente e em caixa alta: “ME XIN-GA!”.

Alicate não sabia o que fazer. Não esperava aquela situação, não tinha ouvido falar de mulheres que gostavam de ser xingadas, não entendia dessas coisas. Ele era um cara tradicional, nem de preliminares gostava.

Quando a jovem, baixa e peituda já perdia a paciência e gritava aos socos “me xinga, me xinga, me xinga”, Alicate, enfim, xingou:

– “Sua gorda!”.

A respiração foi diminuindo, o nheconheco da cama não existia mais e os únicos gemidos eram do filme vagabundo que passava na TV. A jovem, baixa e peituda levantou-se, vestiu-se e, antes de exigir que fosse levada embora, xingou.

– “Seu zagueiro”.

Esse era o problema de Alicate. Ele era zagueiro. Nunca será um, tipo, meia esquerda.

Nunca será.

Enterrada acrobática!

Era uma vez um joelho, ligamentos, patéla,…

Mais um pro time do Ronaldinho!!!


Fonte: Asttro

Top 50 gols (22 minutos)

Tudo bem que o vídeo é um pouco antigo (dez-2005), mas a seleção de jogadas é espetacular!

Acomode-se na cadeira, esqueça um pouco do trabalho (olha a vadiagem) e curta esses 22 minutos de golaços!

Tay Zonday acabado com ”Never Gonna Give You Up”

Velhinho, sei não, existem coisas na internet que é difícil de acreditar!

Acredito que quase todos devam conhecer Tay Zonday (o garoto que canta Chocolate Rain com uma voz meio que robotizada), o moleque é um fenômeno, qualquer merda coisa que ele faça e suba para o youtube, viraliza com uma facilidade enorme!

Eu só não entendo como! Como é que um garoto de uma voz bizarra e forçada faz tanto sucesso?

Fuçando pelo hoje Twitter, encontrei uma indicação de vídeo do Inagaki, onde o mesmo Tay Zonday cantava a musica “Never Gonna Give You Up”, de Rick Astley!

Para efeitos de comparação, caso você nunca tenha escutado Rick Astley (que acho meio difícil), abaixo do karaokê do Tay, segue o clip original!

Clip original