Improvável – Estilos #22

A cena do espetáculo Improvável da semana é jogo dos Estilos que conta com a seguinte regra: A plateia sugere estilos dramáticos para o MC. Enquanto a cena improvisada acontece o MC altera o estilo e os jogadores têm que mudar na hora.

Bom dia.

Moqueca de Jacaré Banguela

Um bate-papo e uma moqueca de jacaré, esse é o clima do vídeo dessa receita do Gourmet Network.

Os poloneses acabaram de inventar um novo esporte

É isso que ocorre quando se mistura cabo de guerra, remo e piscina. #Sensacional

Eu só tive um leve bug quando os vencedores comemoraram… auhasuhASHUsAuhsaUHashuaSUHaS…

Eu já passei por isso… e também sai chorando!

Depois dessa experiência que tive na infância, eu entendi o que meu pai queria dizer para nunca entrar em uma briga, mas caso entrasse, que fosse o primeiro a bater.

Ai meu olho.

Repórter da ESPN enquadra torcedor ao vivo

Sei que muitos podem achar que o caso seja de atitude “politicamente correta”, mas não, não é uma questão de politicamente correto, não existe essa exceção a regra de que homofobia pode ser praticada em estádios.

Vamos caso.

Durante uma reportagem ao vivo para ESPN, a repórter Gabriela Moreira, resolveu entrevistar um torcedor do Palmeiras que falaria sobre a sua expectativa para o jogo de logo mais, quando o torcedor resolveu a equipe do São Paulo como “os bichas” e a repórter prontamente deu uma enquadrada no torcedor.

Perfeito, pontual, sob medida, belo tom, sagaz e educadora. Não foi uma atitude “politicamente correta”, foi simplesmente o correto a ser feito… e ela fez. Parabéns à repórter!

Um pouco de mamilos, quer dizer… política.

Essa foi a fala do deputado Onyx Lorenzoni ao ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, que permaneceu calado durante toda CPI.

“Que o Sr. é bandido, que o Sr. participou de esquema criminoso, não há dúvida nenhuma. Eu tenho 12 CPIs na minha história parlamentar. Todos os traficantes, doleiro, bandidos, assaltante e corruptos que se negaram a responder pergunta, eram bandidos. Todos, sem exceção.”

Sei que ficar calado é um direito previsto na constituição, mas há casos, como esse, que esse direito não faz o menor sentido.

Parabéns ao nobre deputado pelas palavras.

Fica o registro.

Desculpa amigão, mas tem algo estranho no meu sanduíche.

Essa pegadinha foi bem canalha.

A brincadeira funcionou da seguinte forma, o cara (Dudu) fazia um pedido no drive thru e quando o recebia ele pedia algo para o atendente com intuito de desviar atenção dele e colocar um “brinquedinho” dentro, depois ele devolvia a sacola para o atendente dizendo que tinha algo estranho dentro. UHASuhasUHsAUHsaUHsauhasUHas…

Como diria Sir. Abravanel: Bem bolado, bem bolado…

Enquanto isso, na RedeTV…

Sabe aquele dia que tudo dá errado? Então… é o caso!

Vejam só, esse vídeo tem apenas 56 segundos, mas vocês poderão conferir nada mais nada menos que três cagadas vacilos seguidos HUAuasuhASuhasUHasUHas… já pode pedir música no Fantástico! 🙂

Primeiro o correspondente que falaria ao vivo de Paris fica calado (por alguma falha de comunicação), depois a câmera muda e aparece os bastidores da apresentadora ensinando seu nome para o entrevistado (que tem uma certa dificuldade de entender) e sem saber que estão ao vivo, para finalizar, o entrevistado dá boa noite para os amigos da Band! 🙂 UHASuhaSUHasHUsaUHaS…. Só faltava eles tirarem do ar o jornal e o estagiário jogar sem querer um vídeo do Brasileirinhas no ar.

Oooh Yeees…

Melhor escapar fedendo do que morrer cheiroso

O cara foi saltar de um penhasco para o mar, mas não percebeu que um windsurf se aproximava. Por pouco não ocorre uma desgraça.

Era para ser uma brincadeira, mas pareceu uma sessão de exorcismo.

Eu já vi muitas reações engraçadas em brinquedos radicais, mas igual a essa, foi a primeira vez.