Antigamente eu sempre respeitava vagas destinadas a pessoas com necessidades especiais, não parava e acreditava que eram poucos os cara-de-pau que paravam sem ter o devido direito. Entretanto hoje estou do outro lado, meu filho (o meu campeão Levi) tem paralisia cerebral e temos autorização para estacionar nessas vagas quando estamos com ele e posso afirmar que existe muito filho da piiii… (desculpe)… existe muita gente mal educada e sem consciência. São vários os casos, desde gente que para na maior (por que é rapidinho, um minutinho) até gente que para ocupando tipo 1/3 da vaga e acha que está sendo corretão por ter deixado 2/3 livre e acredite, tem quem pare em frete a vaga, ou seja, não ocupam, mas impedem que alguém utilize a vaga (geralmente isso acontece quando há um cone na vaga justamente para evitar que mal educados a ocupem indevidamente).

É surreal a cara de pau e quando alguém reclama, o vagabu… (desculpem novamente) o cidadão ainda se acha no direito de ficar com raivinha. SUHsauhasuhashuas… é muito morados sem futuro que tem nesse mundão! 🙂

Pois bem, a campanha foi feita na Rússia, onde parece que a galera não dá muita importância para essas vagas, e fazia surgir um holograma de alguém numa cadeira de rodas quando tentava parar em uma vaga especial. Sensacional a ação, espero que sirva de exemplo para muitos que fazem das vagas especiais uma espécie de vaguinha livre para resolver algo rapidinho.

Lembrando que aquele símbolo de cadeira de rodas é mais que um sinal!